• Início
  • Blog
  • Prevalência de baixa testosterona em homens com diabetes mellitus tipo 2.

Prevalência de baixa testosterona em homens com diabetes mellitus tipo 2.

O objetivo desse trabalho foi avaliar a prevalência de hipogonadismo em conjunto com a deficiência de andrógeno em 900 homens com diabetes mellitus tipo 2 na Índia. A prevalência de hipogonadismo foi de 20,7%, sendo maior que na população geral. O hipogonadismo foi de origem testicular (primária) em 25,8% pacientes, de origem pituitária ou hipotalâmica (secundária) em 7,53% e o restante (66,67%) apresentou baixos niveis de testosterona, com alteração do nível de LH e FSH. Cerca de 50% do total de pacientes avaliados no estudo eram sintomáticos, mas apresentaram níveis normais de testosterona. Aproximadamente 30% dos pacientes eram assintomáticos, dos quais a minoria (cerca de 6%) tinham baixos níveis de testosterona enquanto os demais apresentaram níveis normais.

A implementação de programas de rastreio em diabéticos é necessária para detecção precoce de homens com alterações na testosterona. Indian journal of endocrinology and metabolism. 0000 Jan [Epub] Pankaj Kumar Agarwal, Parminder Singh, Subhankar Chowdhury, S K Sharma, Anirban Majumdar, Parag Shah, Rakesh Sahay, S Vageesh Ayyar, Hemant Phatale, Chandar M Batra, Raeesuddin Syed, Pradeep Shetty

Locais de atuação

Dr. Conrado Alvarenga


Membro da Divisão de Urologia do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP

Localização


Rua Oscar Freire, 2250
Unidades T8/T9/T10
Oscar Freire Office São Paulo

Fale conosco


(+55 11) 3081-6851
conrado@conradoalvarenga.com.br