Abstinência ejaculatória e espermograma

Em trabalho recém-publicado pela Divisão de Urologia da Escola Paulista de Medicina de São Paulo, comparou-se a análise seminal de 65 homens com 1 dia e 4 dias de abstinência ejaculatória e os resultados vêm de acordo com o que a literatura nos mostrou nos últimos anos: tempo de abstinência curto (apenas 1 dia) melhora a qualidade espermática.

As amostras coletadas com 1 dia tinham melhor integridade acrossômica, melhor atividade mitocondrial e melhores índices de fragmentação de DNA espermático.

Ver essa foto no Instagram


Clique aqui para acessar o artigo. 


Artigos mais lidos

Locais de atuação

Dr. Conrado Alvarenga


Membro da Divisão de Urologia do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP

Localização


Rua Oscar Freire, 2250
Unidades T8/T9/T10
Oscar Freire Office São Paulo

Fale conosco


(+55 11) 3081-6851
conradoalvarenga@alumni.usp.br