É possível reverter a vasectomia?

A vasectomia é a escolha de cerca de 30 milhões de casais em todo o mundo, o que representa aproximadamente 8% dos métodos contraceptivos.

Por diversos motivos que não vem ao caso citar, alguns homens desejam ter outros filhos após a cirurgia e buscam a nossa ajuda para realizar a reversão.

É possível reconectar os canais deferentes (que ligam o testículo ao pênis) e voltar a ejacular espermatozoides, mas dois fatores são decisivos no sucesso da reversão: tempo e expertise do cirurgião (tanto para a vasectomia quanto para a reversão).

Nas reversões realizadas até 3 anos após a vasectomia a chance de obtermos espermatozoides na ejaculação é de 97% e de gravidez 76%. Já entre 3 e 8 anos as chances de gravidez diminuem e são de 53%. Períodos mais longos diminuem ainda mais as chances de sucesso, chegando a 31% quando a vasectomia foi há mais de 14 anos.

Quando falamos de reversão, estamos falando de uma cirurgia muito mais complexa que a própria vasectomia, pois é microscópica. O que significa que deve ser realizada por um urologista experiente em microcirurgia. Para complementar a complexidade, em até 40% dos casos é necessária a vasoepididmoanastomose, pois a obstrução está no túbulo epididimário.


Artigos mais lidos

Locais de atuação

Dr. Conrado Alvarenga


Membro da Divisão de Urologia do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP

Localização


Rua Oscar Freire, 2250
Unidades T8/T9/T10
Oscar Freire Office São Paulo

Fale conosco


(+55 11) 3081-6851
conradoalvarenga@alumni.usp.br