• Início
  • Blog
  • A criopreservação do sêmen afeta a capacidade de fertilização em casos de azoospermia não obstrutiva ( microtese ) e criptozoospermia?

A criopreservação do sêmen afeta a capacidade de fertilização em casos de azoospermia não obstrutiva ( microtese ) e criptozoospermia?

A criopreservação seminal é uma opção quando há dificuldade em encontrar espermatozoides na amostra ejaculada e especialmente na amostra de origem testicular, a fim de evitar biópsias testiculares seriadas. Contudo, não há consenso na literatura científica sobre o efeito da criopreservação sob a motilidade seminal e nos resultados de ICSI (fertilização, implantação e gestação), tampouco sobre o uso de espermatozoide ejaculado ou testicular.

Esse estudo teve por objetivo avaliar os resultados de ICSI com uso de sêmen ejaculado ou testicular de 171 pacientes com criptozoospermia e de 103 pacientes com azoospermia não obstrutiva, além de investigar o efeito da criopreservação seminal nestes dois tipos de espermatozoides.

Maiores taxas de fertilização foram observadas em pacientes com amostras seminais ejaculadas (61,7%) em relação a amostras testiculares (50%), assim como em amostras frescas (64%) comparado a amostras seminais descongeladas (56%). Mais espermatozoides móveis foram encontrados no grupo de amostras frescas (96% de motilidade) quando comparado a amostras descongeladas (88% de motilidade).

Dentre as amostras de pacientes com criptozoospermia, foram encontrados resultados de fertilização superiores em amostras frescas em relação a descongeladas. Todavia, as taxas de implantação e gestação foram similares.

Quando analisadas apenas as amostras de origem testicular frescas ou descongeladas, não houve diferença no número de espermatozoides móveis, na taxa de fertilização, taxa de implantação ou taxa de nascidos vivos. Portanto, caso seja preciso, o procedimento de micro-TESE com posterior congelamento seminal pode ser realizado em um momento diferente ao da punção ovariana, pois os resultados de ICSI com o uso de sêmen de origem testicular fresco ou descongelado são similares.


Locais de atuação

Dr. Conrado Alvarenga


Membro da Divisão de Urologia do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP

Localização


Rua Oscar Freire, 2250
Unidades T8/T9/T10
Oscar Freire Office São Paulo

Fale conosco


(+55 11) 3081-6851
conrado@conradoalvarenga.com.br