Espermograma

img dr conrado alvarenga espermograma

A importância da Adequada Interpretação

O espermograma deve ser interpretado com muita cautela pelos casais que estão tentando a tão sonhada gravidez. Todos os homens e casais ficam muito assustados com resultados como: oligospermia, oligoastenospermia, teratospermia, etc. Antes de tudo é preciso ficar muito claro se o exame foi feito em condicões adequadas e em laboratório de confiança. Não é incomum em São Paulo recebermos espermogramas realizados em outras cidades ou em laboratórios menores e quando repetimos o exame em um laboratório maior, como Fleury ou Salomão Zoppi, recebemos resultados completamente diferentes do inicial.

iconPDFManual de Analise Seminal da OMS 2010

Como o exame é realizado?

Para realizar o espermograma, solicita-se a abstenção da atividade sexual por um período de no minimo 72 horas. A coleta da amostra de sêmen é realizada no próprio laboratório, mesmo quando muitos homens questionam se poderiam coletar em casa e levar ao laboratório. O frasco para a coleta deve ser de boca larga e de material previamente testado quanto à toxicidade para a motilidade espermática. Dai a importância de se realizar o espermograma em um laboratório de confiança e de qualidade. Geralmente os laboratórios oferecem uma sala isolada com uma poltrona confortável, onde o paciente entra neste local com o frasco rotulado com seu nome e material que vai ser coletado (esperma), e depois de coletado ele coloca em uma pequena janela para que a pessoa que vá pegar este material não veja o paciente evitando constrangimento.

Existem situações que podem alterar meu espermograma?

Sim existem situações como infecções virais ( gripe ), exercicios fisicos excessivos, tabaco, álcool, drogas, não respeitar o tempo de abstinência adequado, estresse excessivo, privação de sono, virose, dentre outras, que podem alterar de maneira negativa o resultado do seu espermograma. De qualquer forma é fundamental a opinião de urologista especializado em Reprodução Humana antes se tomar medidas caseiras ou medicações sem compravação para melhora dos resultados.

Devo fazer quantos exames para se ter certeza que há algo alterado?

Sempre são necessários dois exames de espermograma com intervalo idealmente de 87 dias entre ambos e em laboratório de confiança habilitado para tal método. Algumas vezes repetimos o exame com intervalo de tempo menor, quando temos duvidas especificas com relação a algum parâmetro seminal ou porque o exame inicial não estava completo.

O que deve ser avaliado em meu espermograma?

O espermograma é importante para verificar, inicialmente, se o volume do esperma, o pH (acidez), a viscosidade, a cor e a liquefação do sêmen apresentam-se normais. Em seguida, determina-se o número de espermatozóides e a motilidade dos mesmos, tanto do ponto de vista quantitativo, quanto qualitativo. A contagem do número de espermatozóides e a avaliação da motilidade são realizadas no microscópio, com auxílio de câmaras especiais, especialmente desenvolvidas para este fim. O espermograma inclui ainda a avaliação da morfologia dos espermatozóides e a determinação do número de leucócitos presentes no sêmen. Quando o numero de leucócitos está aumentado no espermograma pode ser um sinal de infecção.

Abaixo temos exemplo de laudo de espermograma sem o processamento seminal:

Abaixo temos exemplo de laudo de espermograma já com o processamento seminal:

Muito importante entender de onde surgem os limites ditos como normais para os parâmetros seminais:

Como visto no gráfico acima ( Fonte: Aula prof Sandro Esteves – slideshare ), ter uma concentração seminal de 15 milhões por ml pode significar normal, mas refletindo com um olhar mais crítico, ter 15 milhões significa estar no percentil de 5% dos homens férteis avaliados em um período de um ano, ou seja, basta verificar que 50% dos homens férteis avaliados apresentavam concentrações próximas dos 70 milhões por ml, raciocínio válido também para a motilidade e para a morfologia. Ou seja, é fundamental que o espermamograma seja avaliado por um andrologista ou urologista especialista em fertilidade, pois muitas vezes aquilo que parece ser apenas normal pode refletir um ponto dentro de uma curva de queda ou um ponto a ser nitidamente melhorado.

Existem tratamentos para melhorar a qualidade do meu espermograma?

Sim, existem medicações utilizadas para a melhora da qualidade seminal. Algumas delas tem componentes hormonais e outras não. Como exemplo temos o citrato de clomifeno, o anastrozol, o letrozol, os anti-oxidantes e complexos vitaminicos como o Stress Tabs 600, Vitergan Zinco, Inneov e outros. É muito importante deixar claro que estas medicações devem ser administradas em casos específicos de infertilidade e não terão efeitos positivos em todos os homens. Fundamental seu urologista determinar qual medicação pode ser indicada em cada caso especifico.

Dr. Conrado Alvarenga
Urologista
HC FMUSP

Locais de atuação

Dr. Conrado Alvarenga


Membro da Divisão de Urologia do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP

Localização


Rua Oscar Freire, 2250
Unidades T8/T9/T10
Oscar Freire Office São Paulo

Fale conosco


(+55 11) 3081-6851
conrado@conradoalvarenga.com.br