• Início
  • Blog
  • Taxas mais altas de gravidez observadas em homens com oligospermia grave e captação de espermatozoides testiculares – (quando IFDNA alterado)

Taxas mais altas de gravidez observadas em homens com oligospermia grave e captação de espermatozoides testiculares – (quando IFDNA alterado)

O estudo publicado na conceituada revista Fertility & Sterility em 2015 revela algo muito importante no manejo de casais cujos maridos apresentavam elevado indice de fragmentação de DNA espermático e falha ou insucesso em um ou mais ciclos de FIV (falha em FIVS prévias): nestes casais devemos cogitar e propor o eventual uso de espermatozóides testiculares – TESE ou Micro-TESE.

oligospermia 1

Figura 1 e 2: ilustração da TESE/microTESE – túbulos dilatados – local captação

oligospermia 2

oligospermia 3

Foram estudados 24 casais submetidos a ciclo de ICSI com homens apresentadando elevada fragmentacao de DNA no ejaculado e port al motivo utilizado apenas espermatozoides captados nos testiculos. Nestes homens que foram submetidos a captação de espermatozóides testiculares, a taxa média de IFDNA no método Tunnel foi de 4,6%, enquanto nos espermatozoides do ejaculado 24,5%, demonstrando maior dano ao DNA dos espermatozoides obtidos do ejaculado – final do trato reprodutivo masculino. Dos 24 casais, 50% obtiveram gravidez clinica com espermatozoides testiculares, levando ao amadurecimento da idéia do uso de espermatozoides testiculares em homens com elevado indice de fragmentacao de DNA no ejaculado e falha de FIVs anteriores.


Locais de atuação

Dr. Conrado Alvarenga


Membro da Divisão de Urologia do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP

Localização


Rua Oscar Freire, 2250
Unidades T8/T9/T10
Oscar Freire Office São Paulo

Fale conosco


(+55 11) 3081-6851
conrado@conradoalvarenga.com.br